Nossa Empresa

Se você estiver interessado em fazer parte da equipe da Dow Jones Indices S&P Dow Jones Indices, nós convidamos você a explorar nossas oportunidades atuais de carreira.

Em julho de 2012, a S&P Indices e a Dow Jones Indexes se uniram para criar o maior fornecedor de índices do mercado financeiro no mundo. Em conjunto, a S&P Dow Jones Indices LLC possui mais de 120 anos de experiência no desenvolvimento de soluções inovadoras e transparentes que ajudam os investidores a alcançar seus objetivos financeiros. Desde o lançamento do emblemático Dow Jones Industrial Average® em 1896 e do S&P 500® em 1957, temos impulsionado algumas das inovações financeiras mais importantes do século passado. Hoje, mais recursos são investidos em produtos baseados em nossos índices do que nos de qualquer outro provedor no mundo. Com mais de 1 milhão de índices que abrangem uma ampla gama de classes de ativos em todo o mundo, continuamos definindo a forma como os investidores medem os mercados e negociam neles.

A S&P Dow Jones Indices LLC é uma empresa conjunta de McGraw Hill Financial (controladora) e o CME Group Inc. A S&P Global (SPGI na Bolsa de Nova Iorque) fornece informações fundamentais a investidores, companhias e governos para que eles possam tomar suas decisões com confiança. O CME (CME no NASDAQ), acionista minoritário da empresa, possui licença dos índices da S&P DJI e é um fornecedor de dados. Como licenciado, o CME e empresas afiliadas podem emitir, transacionar e/ou patrocinar produtos vinculados ao desempenho de índices da S&P DJI que podem ser similares e competitivos em comparação com produtos emitidos ou patrocinados por outros licenciados da S&P DJI. As atividades de negociação do CME podem afetar os valores dos índices e quaisquer outros produtos vinculados a eles. Mais informações sobre a S&P DJI estão disponíveis por meio do código CIK# 0000064040 no sistema EDGAR (SEC).

Para saber mais sobre a nossa história, confira o nosso cronograma.

MARCOS

IMPRIMIR
  • 1896: Charles Dow cria o que hoje é conhecido como o Dow Jones Industrial Average®.
  • 1923: A Standard Statistics Company, antecessora da Standard & Poor’s, cria o seu primeiro índice do mercado acionário, abrangendo 233 empresas.
  • 1926: A Standard Statistics Company faz o lançamento de um índice composto de preços conformado por 90 ações.
  • 1941: A Standard Statistics realiza uma fusão com a Poor’s Publishing para formar a Standard & Poor's. O índice do mercado acionário criado em 1923 aumenta seu número de companhias de 233 para 416.
  • 1946: O Dow Jones Industrial Average comemora 50 anos.
  • 1957: A Standard & Poor’s divulga pela primeira vez o S&P 500® como um índice de 500 ações.
  • 1972: O S&P 500 se converte no primeiro índice de ações a ser publicado diariamente.
  • 1975: ExxonMobil se converte no primeiro fundo de pensão vinculado ao S&P 500 e a indústria começa a se desenvolver.
  • 1975: A qualidade institucional fica disponível para o mercado geral. Vanguard faz o lançamento do primeiro fundo mútuo de índices de consumo, o Vanguard 500, e utiliza o S&P 500 como benchmark.
  • 1982: O CME Group começa a negociar os primeiros índices de futuros – S&P 500 index futures – na Bolsa de Valores de Chicago (Chicago Mercantile Exchange).
  • 1983: O Mercado de Opções da Bolsa de Chicago (CBOE®) começa a negociar o primeiro índice de opções. Estas opções estavam baseadas no S&P 500 e no S&P 100.
  • 1991: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P MidCap 400®, o primeiro índice relevante de títulos mid cap nos Estados Unidos.
  • 1992: Em parceria com BARRA, Standard & Poor’s faz o lançamento da série S&P/Barra Growth and Value Indices. Isto representa a primeira incursão da S&P na criação de índices smart beta.
  • 1993: A State Street Global Advisors faz o lançamento do SPDR® S&P 500, o fundo ETF mais negociado e de maior tamanho no mundo.
  • 1993: O Mercado de Opções da Bolsa de Chicago apresenta o CBOE Volatility Index®, também conhecido como VIX®, que utiliza o S&P 100 como benchmark.
  • 1994: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P SmallCap 600®.
  • 1996: O Dow Jones Industrial Average comemora 100 anos.
  • 1999: Em parceria com a Bolsa de Valores de Toronto, a Standard & Poor’s faz o lançamento da série de índices S&P/TSX, que inclui novos benchmarks para os mercados do Canadá.
  • 1999: Em parceria com a Bolsa de Valores de Tóquio, a Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P Japan 500, o S&P/TOPIX 150, o S&P Japan MidCap 100 e o S&P Japan SmallCap 250.
  • 1999: Em parceria com RobecoSAM, Dow Jones faz o lançamento do Dow Jones Sustainability™ World Index, o primeiro benchmark internacional de sustentabilidade.
  • 1999: Em parceria com MSCI, a Standard & Poor’s finaliza a reclassificação de seus índices de renda variável dos EUA em conformidade com o sistema de classificação do GICS®.
  • 1999: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P Global 1200, o primeiro índice internacional no qual é possível investir em tempo real. Este inclui os índices a seguir: S&P 500, S&P Europe 350®, S&P/TOPIX 150, S&P/TSX 60, S&P/ASX 50, S&P Asia 50 e S&P Latin America 40.
  • 2000: A Standard & Poor’s adquire a Base de Dados de Mercados Emergentes de IFC (EMDB) do Banco Mundial e faz o relançamento dos índices IFCI e IFCG como S&P/IFCI e S&P/IFCG.
  • 2000: Em parceria com a Bolsa de Valores da Austrália (ASX), a Standard & Poor’s introduz ao mercado a série de índices S&P/ASX.
  • 2000: A Barclays Global Investors apresenta o seu primeiro pacote de fundos ETF iShares com base em índices da S&P.
  • 2000: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P National Municipal Bond Index, o que marca a sua entrada no mundo dos índices de renda fixa.
  • 2003: A Standard & Poor’s adquire a série de índices Citigroup Global Equity, anteriormente conhecida como a Salomon Smith Barney Index Series.
  • 2003: A Standard & Poor’s divulga o primeiro relatório SPIVA®, o qual fornece informações sobre o rendimento de fundos ativos em comparação com fundos vinculados a índices.
  • 2003: Dow Jones faz o lançamento do U.S. Select Dividend Index, o primeiro índice de dividendos a ser publicado por um dos principais provedores de índices.
  • 2003: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P Equal Weight Index.
  • 2004: A Standard & Poor’s altera a metodologia do S&P 500, o S&P MidCap400 e o S&P SmallCap 600 a fim de que eles considerem apenas as ações que estão disponíveis para os investidores (float adjustment), o que reduz os custos de operação para fundos vinculados aos benchmarks e é mais representativo do universo de títulos nos quais é possível investir.
  • 2005: A Standard & Poor’s faz o lançamento da ferramenta S&P Custom Index com o objetivo de fornecer cálculos personalizados de índices para seus clientes.
  • 2005: A Standard & Poor’s faz o lançamento dos S&P/Citigroup Multi-Factor Style e Pure Style Indices, em substituição dos S&P/Barra Style Indices.
  • 2005: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P Dividend Aristocrats®.
  • 2006: Em parceria com Fiserv, a Standard & Poor’s faz o lançamento da série S&P/Case-Shiller Home Price Indices.
  • 2006: O Mercado de Opções da Bolsa de Chicago apresenta as primeiras opções do VIX negociadas na bolsa.
  • 2006: A Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P BRIC 40 Index.
  • 2006: A Standard & Poor’s faz o lançamento da série S&P Shariah Indices.
  • 2007: O S&P 500 comemora 50 anos.
  • 2007: A Standard & Poor’s adquire o Goldman Sachs Commodity Index (GSCI) e faz o relançamento deste índice com o nome de S&P GSCI®.
  • 2008: A Standard & Poor’s faz o lançamento dos S&P Risk Control Indices.
  • 2008: A Standard & Poor’s faz o lançamento das séries de índices S&P Target Date e S&P Target Risk.
  • 2008: A Standard & Poor’s apresenta a família de índices S&P/LSTA U.S. Leveraged Loan Index, os primeiros índices do mercado de empréstimos alavancados.
  • 2009: Em parceria com a Bolsa de Valores da Coreia do Sul (KRX), a Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P/KRX Asia 100 e os S&P/KRX Exchanges Indices.
  • 2009: Em parceria com Trucost Plc., a Standard & Poor’s faz o lançamento do S&P U.S. Carbon Efficient Index, o primeiro índice amplo do mercado dos EUA com foco no meio ambiente.
  • 2010: Em parceria com Experian®, a S&P Indices faz o lançamento da série de índices S&P/Experian Consumer Credit Default.
  • 2010: Em parceria com BGCantor Market Data L.P., a S&P Indices faz o lançamento do S&P/BGCantor U.S. Treasury Bill Index e do S&P/BGCantor U.S. Treasury Bond Index.
  • 2010: Em parceria com a Bolsa de Valores da Austrália, S&P Indices introduz ao mercado o S&P/ASX 200 VIX.
  • 2010: Em parceria com o TMX Group, a S&P Indices faz o lançamento do S&P/TSX 60 VIX.
  • 2011: Em parceria com o Mercado de Opções da Bolsa de Chicago, S&P Indices apresenta a rede VIX, uma rede internacional de bolsas de valores que utilizam a metodologia do VIX.
  • 2011: S&P Indices começa uma parceria com o Mercado Integrado Latino-Americano (MILA), um bloco comercial conformado pelas bolsas do Chile, México, Colômbia e Peru, com o objetivo de desenvolver índices amplos e por setores para o mercado integrado MILA.
  • 2011: Em parceria com a Bolsa de Valores da Austrália (ASX), S&P Indices faz o lançamento da série de índices S&P/ASX Fixed Interest.
  • 2011: S&P Indices faz o lançamento do S&P 500 Low Volatility Index, que faz parte da S&P Factor Index Series.
  • 2012: McGraw Hill e CME Group, as empresas controladoras de S&P Indices e Dow Jones Indexes, formam S&P Dow Jones Indices.
  • 2012: S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P Global Intrinsic Value (GIVI®) Index, o que marca sua entrada no mundo dos índices smart beta de fatores múltiplos.
  • 2012: AIG SunAmerica apresenta VIX GLWB, a primeira garantia de pensão vitalícia com preço baseado na volatilidade.
  • 2013: A S&P Dow Jones Indices estabelece uma parceria com BSE Ltd. da Índia, anteriormente conhecida como a Bolsa de Valores de Bombaim, com o objetivo de criar a empresa conjunta Asia Index Private Ltd.
  • 2014: A S&P Dow Jones Indices começa uma parceria com a Bolsa de Valores de Lima (BVL) a fim de licenciar, distribuir, administrar e desenvolver índices em conjunto, incluindo uma nova versão do emblemático IGBVL (Índice Geral da Bolsa de Valores de Lima).
  • 2014: Em parceria com Valuación Operativa y Referencias de Mercado, S.A. de C.V. (Valmer), a S&P Dow Jones Indices faz o lançamento da série S&P/Valmer Mexico Government Bond Indices.
  • 2014: Em parceria com a Bolsa de Valores de Taiwan (TWSE), a S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P/TWSE Taiwan Low Volatility High Dividend Index.
  • 2014: Em parceria com a Aliança do Pacífico, a S&P Dow Jones Indices faz o lançamento da série S&P MILA Pacific Alliance Indices. Estes índices são os primeiros benchmarks para a Aliança do Pacífico, um bloco estratégico que procura promover a integração econômica entre o Chile, a Colômbia, o Peru e o México.
  • 2014: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do Dow Jones Commodity Index (DJCI).
  • 2014: Em parceria com Health Index Advisors (HIA), uma empresa conjunta de Aon/Hewitt e Milliman, a S&P Dow Jones Indices introduz ao mercado os S&P Healthcare Claims Indices.
  • 2014: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P U.S. Aggregate Bond Index.
  • 2015: A S&P Dow Jones Indices estabelece uma parceria com a Bolsa Mexicana de Valores (BMV) com o objetivo de licenciar, distribuir e administrar índices, incluindo o emblemático IPC (Índice de Preços e Cotizações).
  • 2015: A S&P Dow Jones Indices começa a colaborar com a Bolsa de Valores da Nova Zelândia (NZX) a fim de licenciar, distribuir, administrar e desenvolver em conjunto índices de renda fixa e de renda variável, incluindo o reconhecido NZX 50.
  • 2015: A S&P Dow Jones Indices começa a colaborar com a BM&FBOVESPA do Brasil para criar, lançar ao mercado e distribuir em conjunto índices brasileiros de renda fixa e faz o lançamento da família de índices S&P/BOVESPA Smart Beta, os primeiros benchmarks smart beta para o mercado brasileiro.
  • 2015: Em parceria com Japan Exchange Group (proprietário da Bolsa de Tóquio), a S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P/JPX JGB VIX Index, o primeiro índice de volatilidade de renda fixa disponível no mercado japonês.
  • 2015: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P 500 Bond Index, o primeiro índice de renda fixa com preços diários baseado na dívida corporativa dos componentes do S&P 500.
  • 2016: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P Real Assets Index, o primeiro benchmark global do seu tipo para ativos reais.
  • 2016: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento da série de índices S&P Shift to Retirement Income and Decumulation (STRIDE), uma nova abordagem para a criação de índices de fundos com data-alvo.
  • 2016: A S&P Dow Jones Indices introduz ao mercado o S&P Long-Term Value Creation (LTVC) Global Index.
  • 2016: A S&P Dow Jones Indices faz o lançamento do S&P China 500 Index.
  • 2016: A empresa controladora da S&P Dow Jones Indices, McGraw Hill Financial, se converte em S&P Global.
Processando ...